Meu Banner para o Discord

Postado às 02/07/2021

Em 07/06/2021 eu decidi que eu iria fazer um banner para usar no Discord, graças a datamining do cliente e como algumas pessoas da equipe do Discord já estavam usando a funcionalidade, eu já conseguia ver a resolução e como os banners ficariam nos perfis da pessoa, então ideias já começaram a serem boladas na minha cabeça para fazer um banner incrível!

Para criar a animação, em vez de eu usar After Effects ou até mesmo o Photoshop, eu decidi programar a animação em Kotlin, ou seja, cada frame é gerada usando a API de gráficos do Java! Enquanto eu nunca usei o After Effects, eu já tinha tentado usar o MAGIX Vegas para fazer o banner do SparklyPower antes, e os motivos para eu ter decidido fazer usando programação foram porque...

  • Você não tem um controle bom pela ferramenta de Track Motion no Vegas, se você mexe um pouquinho no mouse ele já mexe muito devido ao tamanho do canvas.
  • As configurações de easing de Track Motion, enquanto existem, não permitem muita customização exceto na "suavidade" dela.
  • O Vegas joga fora a qualidade das suas imagens por algum motivo, mesmo que a imagem tenha o mesmo tamanho do canvas que você deseja! O único jeito seria aumentando o tamanho da imagem antes de usar no Vegas, mas isso dá muito mais trabalho.

Então eu decidi fazer programaticamente mesmo, pelo ou menos se eu falar que um pixel deve ser de tal jeito, ele REALMENTE vai ser de tal jeito!


Alguns dias atrás eu comprei um Samsung Odyssey G7, já que o meu antigo monitor só suportava 720p/60Hz, então eu queria um monitor mais moderno para eu usar.

Eu montei ele, conectei via DisplayPort... e nada aconteceu. Estranho que até as luzes RGB do monitor desligavam ao conectar via DisplayPort! Felizmente a conexão via HDMI estava funcionando normalmente, então ainda dava para usar o monitor em 1440p/144Hz, mas não dava para usar em 1440p/240hz.

Eu pesquisei um pouco na internet e isso parece ser um problema que outras pessoas também tiveram, o que me deixa aliviado mas ao mesmo tempo preocupado, e se o meu monitor veio com defeito?

Eu passei bastante tempo tentando descobrir o que poderia estar causando o problema, como alterar a versão do DisplayPort no monitor, versões do firmware do monitor, mas nada parecia resolver o problema... e quando eu estava prestes a desistir e apenas me contentar com a conexão HDMI, eu resolvi ver se o driver da minha placa de vídeo (AMD Radeon RX 570) estava atualizado... e para a minha surpresa, não estava!

Após atualizar o driver, rezando e torcendo para que isso resolvesse o problema... finalmente resolveu! Após terminar a atualização e reiniciar o computador, o DisplayPort começou a funcionar e foi possível colocar o monitor em 1440p/240Hz, yay!


Em 04/03/2021 eu decidi migrar o SparklyPower para a ReliableSite. Antes eu estava usando um GAME-1 da OVH, mas queria migrar porque...

  • O dedicado estava ficando sem memória disponível, já que servidores de Minecraft usam bastante memória.
  • A ReliableSite tem dedicados com specs melhores que o GAME-1 da OVH que eu tinha.
  • A ReliableSite tem datacenters em Miami com uma latência para o Brasil bem melhor que a OVH.

Eu já tinha usado a ReliableSite no passado e eu não tive nenhum problema com ela, tanto que o único motivo de eu ter saido de lá e ter migrado para a SoYouStart foi porque a Loritta usava muita banda de rede (já que ela tinha sistema de música e streaming usa muita banda!) e a ReliableSite tem limite de banda (uns 150TBs, depois disso eles diminuem a velocidade da sua rede).

Então eu comprei um dedicado na ReliableSite no datacenter em Miami, e tudo chegou direitinho!

...mas se tudo tivesse dado certo eu não estaria escrevendo este post, né?


Eu nunca gostei que matérias de faculdade são escassas na internet, você encontra vídeos gigantescos que amam enrolar na teoria e PDFs aleatórios de outras faculdades, nenhum deles te ajudam na hora do desespero porque você tem uma prova importante amanhã e ainda não aprendeu a matéria.

Por isso eu decidi fazer um vídeo explicando como resolver Equações Diofantinas (que é utilizado para criptografia) como também comecei a fazer o KRISS, um website que resolve exercícios e mostra todos os passos de como resolver para você, assim te ajuda bastante quando o seu professor simplesmente não te dá um exemplo de como resolver um exercício passo a passo!



Desde 2011 eu já gostava de ter meu próprio cantinho na internet, naquela época eu já tinha meu próprio blog no Blogger aonde eu postava as coisas que eu criava, memes toscos e outras coisas filosóficas que apenas me interessavam... Sim, o Facebook e o Twitter já existiam naquela época, mas lá era o meu lugar na internet, o lugar aonde eu tenho controle sobre tudo e qualquer conteúdo que aparece no website.

Hoje em dia mais pessoas preferem usar redes sociais como o Twitter e websites como o Medium porque é mais prático... e sim, é prático! Mas a praticidade vem com uma grande desvantagem: Você perde todo o controle sobre o seu conteúdo e a sua identidade!

Por exemplo, o Twitter...

  • Se alguém responder o seu tweet te atacando com xingamentos você pode fazer nada sobre isso. Você pode tentar bloquear a pessoa mas qualquer um que visitar seus tweets irá ver a pessoa te xingando.
  • Você não pode controlar aonde seus tweets irão aparecer, qualquer um pode dar quote-retweet em um dos seus tweets tentando distorcer o que você disse para você ser cancelado.
  • Criou a sua conta antes de ter 13 anos? Twitter te suspendeu por nenhum motivo? Toda a sua conta será perdida junto com os seus tweets, até os deuses do Twitter acharem que você merece ser desbanido. Se o Twitter era o seu único lugar de contato com o seu público, você perdeu ele.
  • Se você trabalha em outro projeto você sempre terá gente querendo te encher o saco pedindo para ser desbanido em tweets aleatórios seus e, novamente, nenhum jeito de apagar esses tweets.
  • O número limitado de caracteres aumentam a chance que as pessoas entendam seu tweet de forma errada.

A insistência de "você não pode apagar respostas em tweets seus" parece exageiro, mas é muito decepcionante quando você está meio triste e decide tweetar algo, só para aparecer alguém te xingando e você sabe que os seus seguidores vão ver essa pessoa te xingando e, devido ao algoritmo do Twitter que incentiva conteúdos polêmicos, seus seguidores também vão ver essa pessoa te xingando... o que te deixa mais triste ainda!

Em um website pessoal eu posso fazer o que eu quiser!


Um dia eu estava com vontade de escutar as músicas que tocam quando você vai visitar um lote de comunidade da Cidade Velha no The Sims: O Bicho Vai Pegar (expansão para o The Sims 1, a primeira expansão que eu tive para um jogo e a única expansão que eu tive para o The Sims 1) e, ao ler os comentários, descobri que as músicas são, na verdade, de uma banda chamada "Zydeco Flames" e que várias músicas que fizeram para a expansão são apenas versões de músicas deles, mas cantada em Simlish!

Enquanto isso é comum nas novas versões do The Sims (se não estou enganado, a próxima música versão Simlish foi as músicas do The Sims 2 Free Time (Pocketful of Sunshine, Fa Fa Fa)) mas nunca achei que eles tiveram feito isso no The Sims 1 também!


Um pequeno vídeo de aviso apenas para mostrando a funcionalidade que o seu bot jamais deve ter se você não deseja ter dor de cabeças no futuro e a experiência que eu tive para tentar ajudar as pessoas que foram afetadas pelo problema.


CRITICANDO os seus Bots!

Postado às 17/10/2020

Eu decidi fazer um vídeo criticando os bots de algumas pessoas que me enviaram para eu ver, criticar e dar sugestões!



https://pbs.twimg.com/media/EiAqhIyWAAAgf-A?format=jpg&name=small

Eu gastei horas fazendo algo praticamente inútil.

Eu estava pensando em implementar uma VM que executa jogos feitos com o GameMaker: Studio 1. (Sabia que o ".exe" de jogos feitos pelo GM:S é uma VM? Igual como Java funciona, ele executa bytecode. E é por isso que eu consegui fazer o Droidtale, um port não oficial do Undertale para o Android)

O objetivo era conseguir rodar Undertale (e outros jogos feitos pelo GM:S) em uma VM feita em Kotlin, sendo possível portar a VM para outras plataformas (e assim portando os jogos também).


Este post é apenas uma recordação de como eu arrumei este problema chato, já que foi difícil encontrar a solução.

Por algum motivo a pesquisa do Windows 10 tinha parado de funcionar no meu PC: Ao clicar no botão de pesquisa nada acontecia, ao abrir o iniciar e digitar algo nada acontecia também e ao abrir o Windows Explorer para tentar buscar algo... nada acontecia!

Eu já tinha tentado...

  1. Usar a solução de problemas do Windows. Ele sempre reclamava que as permissões estavam erradas mas, mesmo após arrumar elas, ele ainda reclamava que estavam erradas.
  2. Reconstruir a bibiloteca de index de pesquisa.
  3. Usar vários comandos do PowerShell, inclusive da própria Microsoft.

E nenhuma delas deram certo! Eu estava quase decidindo apenas jogar tudo para o alto e instalar uma distro Linux, até encontrar a solução!